Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



NÃO A TORTURE





Achas que tens poder, tens dinheiro
Te travestiste de feliz companheiro
Atraíste a bela flor, botão de açucena
Com muitas promessas e voz amena

Mas os anos felizes te abandonaram
Por tua causa as flores murcharam
Não contente queres mantê-la doente
Submissa ao teu vil egoísmo demente

Não a torture mais, não sejas canalha
Pegue carona, leve teu chapéu de palha
Mas deixe-a desabrochar mais uma vez
Ou pagarás caro pelo teu mordaz talvez

Não bastou ao teu ego vê-la definhar?
Tens ainda coragem nojenta de ameaçar?
Penso que o mentalmente confuso és tu
Vai! Leva toda tua tralha ou apenas nu

Deixe-a em paz , já não és mais um rapaz
Ela já não te quer, não pense que és lilás
Deixe-a com seu jardim e suas lindas flores
Termine com a tortura que provoca rancores




Feito para uma amiga que sofre!

Malubarni
Enviado por Malubarni em 23/07/2006
Código do texto: T200102

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Malubarni
Vila Nova De Gaia - Porto - Portugal
595 textos (118437 leituras)
2 áudios (277 audições)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:07)
Malubarni