Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lúcia (Com trecho de: “Quanto tempo falta?”*)

Eu que nem por linhas tenho como agradecer a tua força
Vejo-me perdido em tentar compreender como esta não é vulgar
Como tua forca é tão grande mas nunca exatamente bruta
Pois teu carinho comigo é o que entendo por mais amar

Eu que ainda sou menino de muita filosofia boba
Quis acreditar que o amor é constantemente arriscar
Quando tão certamente acho que estar seguro é o verdadeiro amar
Quis-te compartilhar meu amor e meus erros de português.

Você que sempre me guiou nestes campos pérfidos
És flor mais forte e cheirosa, como se cair na grama fosse mergulhar
Nos sonhos tão distantes que às vezes, certamente, me impede de sonhar
Você flor que corta meu grito rebelde, e meu orgulho, e põe meus pés no chão.

Você que cuida de mim mesmo sem o menor compromisso
Que não me viu vir ao mundo, e mesmo assim não se recusa, não se esquiva
És minha protetora nas batalhas amorosas contra os monstros do marasmo
E guardiã de mim às coisas muito nocivas

Que tento tanto o teu jeito e desejo tanto o teu beijo
Que relação estranha temos, flor, mas você conhece-me, é só o meu jeito.
De amar expectativas, e idolatrar desejos
Quando me pus a sonhar muito distante aparaste minhas asas...

Você que não se incomoda de me ver falando de minhas amadas
Dos meus poucos amores, que me escuta a todas às horas
Que atende a meus pedidos de clemência,
Sem que percamos o rumo de nossa estória

Você que aceita a falta de métrica da minha poesia
Você que me rege com tamanha maestria
Você que mantém sempre meus olhos abertos.

“...Eu, você e meu coração
Quanto tempo falta?
Eu, você e teu coração
Você me faz falta.
E quanto tempo, e quanto tempo
E quanta falta e quanta falta você me faz
Eu, você e meu coração
Quanto tempo falta?
Eu e você
Quanto tempo falta?
Eu e você
Quanto tempo falta pra eu estar com você?
Se diz cansaço, se diz solidão
Mas, saudade não tem tradução
Senti saudades de ti
E hoje eu é só sua voz que quero ouvir

Minha terra é tua terra
E minha terra é você
Minha terra é tua terra
Minha terra não mas que meu amor
Minha terra é liberdade e pudor
Minha terra foi jardim encantado e perfume de flor


Eu, você e meu coração
Quanto tempo falta?
Eu, você e teu coração
Você me faz falta.
E quanto tempo, e quanto tempo
E quanta falta e quanta falta você me faz
Eu, você e meu coração
Quanto tempo falta?
Eu e você
Quanto tempo falta?
Eu e você...”

(Homenagem a Lúcia Sato)
(*"Quanto tempo falta?" Tem a mesma autoria)
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 25/07/2006
Código do texto: T201438

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:19)
Andrié Silva