Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E (i) Tensa Musa

Um dia qualquer
Qualquer dia
Eu bem que poderia
Ver uma mulher

Pois eu posso transpassa-la
Com olhares que vão
Através da mente dela

Ela percebe a vastidão do olhar
Finalmente! - Exclamei então
Mas pra ela não poderia exclamar
Por enquanto não...

Como ser, como não ver
A sua partida
Como Ter? Sei temer
A sua ira... mas discordo dela
Pois não és temos que sinto
Mas amor irmão que a amizade

Então abrimos o raio da comunicação
Que vem da poesia ao coração
Em um entendimento que não se entende
Que de se entender, nos dá emoção
Que está em nossa mente...

Mas o nervosismo dela... espera
Vamos continuar o poema
Pois quando pedia a calma dela
Parecia que cada palavra
Aparecesse um dilema

Como ser, como não ver
A sua partida
Como Ter? Sei temer
A sua ira... mas discordo dela
Pois não és temos que sinto
Mas amor irmão que a amizade

Dilemas, haja dilemas pra conversa
Em braves e vastos clamores
Como tantos outros amores
E de repente... um suspiro desfaz
O stress e a pressa...

Mas era tudo passageiro
Como a tempestade
Parece um aguaceiro
Que parte, parte a parte

Pois se acalmava
Com boa música
Cantar me faltava
Pra esta calma, bela
E(i) Tensa Musa!

==============================================
http://oescritorrandomico.blogspot.com.br
O Escritor Randômico
Enviado por O Escritor Randômico em 27/07/2006
Reeditado em 10/04/2016
Código do texto: T203180
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original: http://oescritorrandomico.blogspot.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Escritor Randômico
Curitiba - Paraná - Brasil, 28 anos
61 textos (5639 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:46)
O Escritor Randômico