Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As ironias de uma poesia.

Quando te vejo não te enxergo
Quando te toco não te sinto
Quando tu falas não te escuto.

Você é vida ou assombração?
Extra terrestre ou imaginação?
Tua beleza não me agrada, seu jeito de ser me causa espanto, um pouco doida e sem encanto.
Porém com seu jeito de bruta nunca se iluda perante a mim.
Sempre Belo Mancha
Enviado por Sempre Belo Mancha em 02/09/2006
Código do texto: T230873
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sempre Belo Mancha
Salvador - Bahia - Brasil
5 textos (128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:06)