Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao Amigo Colibri


Colibri

que passas aqui

pairando na minha janela

desviando o seu caminho

que é feito de beijar as flores

o seu alimento é sugar
o mel
que de flor em flor

te suprime

Chegas aqui e fica a levitar

em frente a minha janela

que não tem favo de mel

para te ofertar

como retribuição

por me dares alegria

nessa visita bem vinda

de um companheiro do céu

Meu querido colibri

meus potes estão vazios

está ausente em meu ser

nem uma gota em mim há

E você aqui me vem

dividir seu alimento

e me transborda de doçura

Inebriando-me o ser

dividindo seu tesouro

nesse mel do teu afeto

Colibri meu doce amigo

obrigado por teu pouso

felicidades no teu vôo.




Dedicada ao poeta do RL "Pássaros das Flores", pelo carinho dedicado em tão gentis visitas e comentários sobre as minhas escritas.

 

Glorinha Gaivota
Enviado por Glorinha Gaivota em 21/10/2007
Código do texto: T703700
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glorinha Gaivota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
893 textos (38481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 03:39)
Glorinha Gaivota