Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lá se vai a amiga


 
As caixas de papelão e a fita adesiva
O guarda roupa que aos poucos se esvazia
O cd e a saudade
Olho e não ofereço ajuda
Recebo sem troca o medalhão azul que contemplei em uma de nossas conversas animadas
Pelo desfile de roupas e óculos escuros
No quarto adornado com seu glamour próprio
Exibido, elegante e sóbrio
 
O primeiro dia com pulseiras pretas e cabelo avermelhado
As bolas coloridas roubadas no bar da esquina
A sandália 34 e a pele amarelada
O salto alto e o teatro
As peças e as piadas
As fotografias
 
Critica e discreta
Inteligente e determinada
Fugitiva do sol
Misteriosa como a Lua
 
Fria como as águas de uma cachoeira noturna
Que ressuscita e purifica quem em suas selvas se aventura
Acolhendo em seu peito quem em seus braços se aconchega
E mostrando os caninos ao inimigo que se aproxima
 
A ferroada à palavra mal educada
E a indiferença aos pobres de espírito
 
Sua classe e seu jeito ficarão para sempre no ar
Como a fragrância do perfume que nunca acaba
 
Tendo deixado o vidro vazio para trás
 
Stéphanie
Enviado por Stéphanie em 09/11/2007
Código do texto: T730377
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Stéphanie
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
8 textos (302 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 08:50)
Stéphanie