Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passado marcado

Sinto falta de escutar as suas risadas
De te encontrar pelas escadas
De sorrir, um sorriso sem maldade
E apertar tua mão

Dizer olhando nos teus olhos
Palavras sinceras de irmão
Que não são de sangue,
Mas sim de coração

No calor dos abraços, nós são atados
A fraternidade supera a amizade
E os nós são reforçados
Com a ajuda da saudade

Sentimento que é difícil descrever
Porém, fácil de sentir
Com rabiscos em cadernos, músicas tocadas
E vivências partilhadas

Quero te dizer, amigo de verdade
Que as dificuldades sempre vem e vão
Nos momentos de tristeza camufle o meu choro
Me faça rir e esquecer de tudo

Se houverem mágoas em mim, consola-me
Se na vida eu não vir cor, colore-a
Se nem canto mais houver, encante
E me faça como sempre fez, feliz.


Priscilla Peixoto e Xina
Priscilla Peixoto
Enviado por Priscilla Peixoto em 13/12/2005
Reeditado em 13/12/2005
Código do texto: T85450
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilla Peixoto
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 26 anos
5 textos (988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:04)
Priscilla Peixoto