Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINA DE DESESPERO

SINA DE DESESPERO
           EM:14.jul.1999 às 10:43:28



Deprimido, solitário, esquecido ...
Este poeta insano tenta viver ainda o amor que lhe foi proibido .
E sem querer deixa perante a todos ,demonstrar seu sofrer .
Começa a chorar por saber que aquela menina não poderá amar .

Ela seria o  incentivo para que voltasse meu sorriso .
Mas somente sinto minhas lagrimas escorrerem ...
Estas lagrimas são meu troféu maior, são roladas por meu desgosto .
Não tenho e não sei como arrumar as forças necessárias para lutar ...

Chegada a noite meu sofrimento aumenta ,
Não a tenho para me confortar ...
Fico vivendo por viver,
E acho, sofrendo tolo, por querer ...

Esta é a sina deste insano poeta ...
Que ao descobrir alguém apto para compartilhar seu amor,
Defronta-se com um grandioso sentimento de repulsa ...
E volta chorar, volta a procurar ...

Minhas lagrimas não escorrem, secaram com o tempo ...
Sendo que a dor de meu coração que outrora foi forte somente aumenta
E olho para todos os lados ... Buscando a cura que não vem ...
Já não sei como agir ...

E chego ao ponto supremo de ter pena de mim ...
E choro por não ter forças para lutar
Chego a me sentir estranho ...
Deprimido, solitário, esquecido, abandonado .
Danilo Vasconcelos
Enviado por Danilo Vasconcelos em 19/01/2006
Código do texto: T100967
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (DANILO VASCONCELOS www.recantodasletras.com.br/autores/danivasconcelos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Danilo Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
188 textos (11227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:13)
Danilo Vasconcelos