Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Peremptório


"Hoje renego as últimas flores desta primavera;
Os derradeiros primores de uma quimera...
Nas nuvens do marasmo,
Nos travões e tempestades do sarcasmo.
 As gotas do despeito são sentidas,
 Secas e molhadas, gotas feridas.
O sangue esvair-se-a pelo desmazelo,
Pelo desprezo e pela luxúria de uma
Mágoa em flor, pela ternura de um verso em dor.
Hoje renego um amor!"
Andrea Sá
Enviado por Andrea Sá em 24/01/2006
Código do texto: T103355
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andrea Sá
Irati - Paraná - Brasil, 26 anos
198 textos (7791 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:10)
Andrea Sá