Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR ERRANTE

Talvez se o tempo passar
E esta dor no peito cessar
Eu possa falar do amor
que um dia me consumiu

Talvez a alma levante
e grite esse amor errante
que pouco tempo durou

Que o corpo não faça alarde
por esta  alma que arde
de carência e de dor

mas que o coração cante
pois mesmo um amor errante
No peito, um dia, brotou

Melhor sofrer a agonia
d'um amor que não ficou
do que passar pela vida
sofrendo, pois nunca amou

Que pulse este amor errante
q'em meu peito vibrou
mas...que não deixe mágoa!
Foi bom enquanto durou.



lela
Enviado por lela em 28/01/2006
Código do texto: T105113
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lela
Unaí - Minas Gerais - Brasil
8 textos (622 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:28)