Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SER Humano


Quando o orgulho cresce
E a razão se intimida,
O amor teme
Pelo que virá.

Quando a ira se sobressai
E as palavras, afiadas como navalhas,
Ultrapassam a linha da compaixão
O homem torna-se cruel e onipotente.

Quando o sol já não aquece
E a Lua não inspira,
O Homem está doente
A Vida perde espaço.

Quando as armas nos fascinam
E a Vingança nos jubila,
Não somos mais que máquinas
Cumprindo um ingrato ofício.

Quando a voz da consciência
Foge-nos pelas brechas do ódio,
Nos encontramos num flagelo
Quase intransponível.

Quando o rancor nos motiva,
A doença felicita-se por mais um
Refúgio vitalício,
De onde não será expulsa.

Quando o amor
Nos abençoa
Somos mais, somos nós
Somos Humanos.
Gustavo Marinho
Enviado por Gustavo Marinho em 28/01/2006
Código do texto: T105295
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Marinho
Maceió - Alagoas - Brasil, 40 anos
82 textos (9806 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:08)
Gustavo Marinho