Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desejo

Atrás de cortinas transparentes de vaidade
entre ofusca estampas de orgulho,
mesmo assim queria te ver,
matar essa vontade de olhar o cansaço
que se fez presente com minha presença.

Esse sentimento tanto de sufoco,
mesmo assim queria te ver.

A saudade se fez real, dos olhos, do andar,
da boca que me mordeu de paixão
uma só noite de euforia,
mesmo assim queria te ver.

Para desenterrar a sede de teu colo
o afago cheio de dúvidas,
transcorridos pelos dedos que buscaram
incessantes os desejos,
mesmo assim queria te ver.

Percorrer a relva macia e os montes claros
que um dia, apenas, se fez em sonhos.

Caminhar os mesmos caminhos
e dividir o sorriso e o pranto alegre
mesmo que depois o aperto do sofrer
viesse ao meu encontro
e o teu corpo, mais uma vez, me fugisse,
mesmo assim queria te ver.


(Direitos autorais reservados)
Nica Barros
Enviado por Nica Barros em 06/02/2006
Código do texto: T108481
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nica Barros
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
57 textos (7286 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:14)
Nica Barros