Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR À POESIA




POESIA ! arte que traduz em versos
as iguarias que alimentam a alma .
Quer sejam; livres..., quadras, sonetos,
és o ópio que eleva e que acalma !

Entranhável afeição já lhe tenho .
Talvez ; paixão , loucura ou embaraço,
mas sei que sou escravo do teu óxido
que corromperam minha alma de aço !

Indivisíveis ; minh'alma e a tua .
Perfeitos como pedra  angular .
Odisséia das noites infindáveis ,
entranhável sabor ; meu paladar .

Sou poeta , oleiro desse barro ,
sem a tua argamassa o que seria ?
deste mortal que ora escreve ?
Quando se fez a luz , fez-se a POESIA !

21/02/2005[José Alberto Lopes]
SBC-SP.

José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 10/02/2006
Código do texto: T110223
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
622 textos (38479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/04/17 03:18)
José Alberto Lopes