Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carrossel

O que te posso negar,
se no meu pobre olhar
não há mais o que esconder:
o Mar, o Sol, o Vento, a Chuva
O pilão de moer?
Serei sempre o teu delinqüente cinzel:
beija-me com essa tua boca de mel!

O Mar te salga,
o Sol te queima,
o Vento espalha a areia,
dos castelos teus!
A Chuva molha o corpo seco
O pilão te doeu.
Eu te entrego, orgulhoso,
meu sonho fiel:
um Amor sem caneta ou papel!

Entenda este meu grito lido,
este meu pedido,
que vou te fazer:
não deixa esse sorriso lindo envelhecer!
Eu te aceito, Princesa,
no meu carrossel,
se me admitires no teu dossel.

Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 18/02/2006
Código do texto: T113553

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351741 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:50)
Nel de Moraes