Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTRELA VESPERTINA

Lá longe, bem no fundo do infinito azul do céu,
eu conheço uma estrela que sequer sei de onde veio e que às vezes me sorri,
um sorriso tão sedutor, tão doce, tão meigo e lindo que nem nos meus sonhos eu jamais vi
 e me esqueço por instantes deste mundo tão desumano, tão injusto e amargo como o fel...

Essa estrela é tão maravilhosa, tão linda, tão simpática e tão brilhante
que quase diariamente eu a procuro no céu, apenas para vê-la no lugar de sempre
e às vezes percebo, tristemente, que o seu sorriso já foi usado para atrair um novo amante
e que vou ter que esperar por um novo dia e sentir saudade do seu maravilhoso semblante...

Lá dentro, bem no fundo do meu pobre coração,
eu sinto uma decepção, um vazio, uma revolta e um ciúme delirante,
pois estamos tão distantes e eu não posso sequer me aproximar dela um só instante,
nem que seja apenas para dizer olá; olhar no fundo dos seus olhos e sentir muita emoção...

Mas uma tarde, ou mesmo noite, quem sabe,
se essa estrela vespertina piscar pra mim,
 hei de tomar muita coragem e comprar uma passagem
 para a tão sonhada e desejada viagem,
com destino ao brilho do seu sorriso encantador,
para sentir o seu doce perfume inebriante
 e as delícias do seu lindo corpo sedutor;
ai então, hei cruzar até a via láctea,
 pousar meu tapete voador aos seus pés
e me entregar por inteiro ao calor
do seu tão disputado amor....
Wilson Madrid
Enviado por Wilson Madrid em 20/02/2006
Código do texto: T114065
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson Madrid
São Paulo - São Paulo - Brasil
1765 textos (105901 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:50)
Wilson Madrid