Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE MULHER

Dentro dos teus olhos um brilho, uma chama.
Olhos que afirmam, não perguntam e não desdenham.
Vivos, alegres desenham a vida e a forma de viver.
Olhar intenso, marcante que se atreve em querer.
Ao longe se faz notar, impossível de não se ver.
Baixo astral não tem lugar, quando chega tudo se
altera, se ilumina e faz acontecer.
Linda e delicada tem o aroma da mais fina flor.
Causa ciúmes a maneira natural de se insinuar.
É tão forte tão marcante que chega a perturbar.
O ambiente fica tomado pela sua presença notável.
Doce Mulher encanta e faz o corpo todo tremular.
Gosto do pecado, beijo molhado ela é incomparável.
Menina e mulher se confundem naqueles movimentos.
Aflora anseios e vontades, é dificil de resistir.
Jeito inexplicável insiste em não insistir.
Rosto suave e pele sedosa enaltecem suas formas.
Sorriso largo e afável domina tudo a sua volta.
Presença inquestionável, acalora e faz muito bem.
Doce Mulher, sem você eu não sou ninguém.
A natureza é complementada pela sua beleza.
Sensibilidade e sinceridade mostram suas maneiras.
Frases de efeito existem poucas para te descrever,
no entanto a palavra amor define tudo e quem é você.
J Larbak
Enviado por J Larbak em 28/02/2006
Reeditado em 27/04/2008
Código do texto: T116914
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J Larbak
São Paulo - São Paulo - Brasil, 59 anos
78 textos (9226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:22)
J Larbak