Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Fada

Exponho minha ferida
rasgada
pelo condão de uma fada
libidinosa.
Deliciosa agonia
de quem um dia
viveu desamor.

Me permito, em público,
um grito de alento
atento aos apupos da platéia.
Os aplausos,
panacéia para a dor
de quem tantas vezes
se enganou no amor.

Hoje, minha alma cicatrizada,
minha palma calejada,
meu sonho refeito
e o meu peito repleto
de tesão satisfeito.

O condão da mina fada
restaurou alma e carne,
meu cerne, meu ser.
Eu, que tanto cortejei a morte
hoje vivo e amo viver.

Ouro Fino, 14 de fevereiro de 2003
Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 28/02/2006
Código do texto: T116929

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
432 textos (56516 leituras)
3 áudios (837 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:49)
Mauro Gouvêa