Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu travesseiro...

Meu travesseiro...

Conselheiro de homem moço com saudades mil,
E lugar onde a reencontro e onde você sempre está.

... É onde consigo contigo sonhos lindos.

E ainda que eu não sonhasse,
E não adormecesse e ficasse a te lembrar,
Momentos únicos ao certo seriam,
E jamais eu ia querer esquecer.

E se durmo é com tua presença,
Se acordo é com tua vinda de novo me ver,
E te ver é como um clarão a cobrir-me as faces,
É como o encontro do que procuro sem cessar,
E como o perpetuar eternamente nossos laços.

Extasiante...

É a sensação gostosa ao te ver,
É a necessidade urgente de algo lhe dizer,
E é a ânsia gostosa de por minutos sequer, te ter...

E ter ainda que à distância...
Ainda que nas lembranças certas e gostosas.

... E a angústia da incerteza me corrói a alma.

Mas de ti tenho a certeza da pureza,
Da tua pureza tenho a certeza da inocência,
E da tua inocência tenho a convicção do amar.

E ainda que nunca a amasse,
E ainda que não a sentisse de perto,
A tua existência me preencheria a alma,
E viver por ti me perpetuaria a existência.

Tens o dom de ser...
Ainda que não fizesse parte de teus anseios:
A mulher sonhada e que em meu peito fez morada.

... E este peito sempre será seu recanto.

Ainda que a minha existência se esvaia,
Ainda que os ventos uivantes levassem seu semblante,
Sempre eu ia querer Amar-te...
E TANTO... TANTO... TANTO...

Arnaldo Jr
www.geocities.com/arnaldoxavier
Arnaldo Xavier Junior
Enviado por Arnaldo Xavier Junior em 05/03/2006
Código do texto: T119051
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arnaldo Xavier Junior
São Paulo - São Paulo - Brasil
23 textos (8304 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:28)
Arnaldo Xavier Junior