Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que é o amor?

  E o amor, quem sabe o que é?
  É uma brisa batendo no rosto? A tempestade virando os o-
  lhos?
  É aquele mirar que dispara o coração?
  É necessário tocá-lo para saber? Que textura ele tem? É se-
  doso? Áspero? Granulado? Como é?
  É o encontro de duas almas? Que viram uma ou permanecem
  duas apenas enlaçadas por ele?
  É o desencanto de não ver o brilho do seu olho no do amado?
  Ei, você. Já sentiu o chão fugir dos seus pés?
  E o pulsar das suas veias, artérias em sístoles e diástoles
  descontroladas?
  E o coração, "esse comboio de cordas" como diz F.Pessoa
  A crescer na garganta, impedindo sua voz?
  Ah! O amor!O que se pode dizer desse tão decantado senti-
  mento?
  O que é isso? É descarga nervosa? É adrenalina? É bem que-
  rer?
  É posse? É gostar tanto que quer escravizar o outro, querer
  tê-lo sempre por perto, ao alcance da mão? Acho que isso é
  posse, não te parece?
  É querer falar com ele a todo momento?
  Querer se unir ao seu corpo e compor um ente só?
  É sofrimento? É alegria? É angústia? É tê-lo no
  pensamento o dia todo e na noite em todos os sonhos?
  O que é o amor? É bem? É mal? É pura emoção? É sensibili-
  dade? É descarga química?
  É não querer mostrar-se para não se aprisionar nas teias
  da sedução?
  É sentir secar a boca quando você está prá vê-lo? Ou
  É falta dum gole d'água?
  É querer saltitar pelos becos da vida? Ou
  É ficar quieto em casa, olhando o teto e ouvindo canções?
  É querer ficar bonita para que ele a veja e a queira?
  É fazer-se mais inteligente para que ele a admire?
  É querer a mão dele na tua? Teus lábios nos dele?
  É querer tomar um calmante e dormir e só acordar amanhã?
  E esquecer no sonho,onde ele está contigo, e que quando o
  dia chegar perceberes que ele tá longe?
  E, se você souber, me diga, eu vou dormir! Sem calmante!
  E se eu mentir? Porque só quero lembrar de manhãzinha mais
  uma vez que estás aqui no maior órgão do meu corpo, mi-
  ha pele, marcado indevelmente e incorporado em mim!  
Marla
Enviado por Marla em 07/03/2006
Reeditado em 20/04/2006
Código do texto: T119774

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marla
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
46 textos (2508 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:43)
Marla