Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM DIA SOMENTE

UM DIA, SOMENTE
Cleide Canton
 
Permita, um dia somente,
que este amor nascido de repente
perambule por outros cantos,
conheça outros encantos,
respire ares diferentes
mesmo que inconseqüentes.
Permita que eu me afaste
de conversas banais,
galanteios formais,
toques superficiais.
Quero enterrar-me toda inteira
na vala comum, hospitaleira,
onde atos e fatos,
alheios a boatos,
se interliguem pelo elo transparente
da confiança que engrandece o crente,
pela força que move montanhas,
pela vida virgem, ainda nas entranhas.
Permita que eu me desligue
de todos os motivos que me redirecionam,
de todas as grades que me aprisionam.
Deixe-me longe do seu colo
no meu doce vôo solo,
vagando sem rumo e sem destino.
Quero saber
o que é viver
sem amar.
Feche a porta atrás de mim.
Deixe-me tentar...
 
SP, 01/02/2006
18:00 horas
Cleide Canton
Enviado por Cleide Canton em 12/03/2006
Código do texto: T122202
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cleide Canton
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (3241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:23)
Cleide Canton