Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inocência perdida

Segue teu caminho,
Feito de cinzas,
Dor e angustia...

Pois sofro agora,
Por algo sem sentido...

Peito aberto,
Dilacerado,
Rasgado pelas garras do amor...

Sangue pálido,
Suave veneno,

A vida extingue-se,
cessa e acaba...

Pudera, arrancando de meu peito aberto fora,
Coração maldito,
Teimoso...

Entregaste o que tem de mais sagrado,
Mais caro,
Mais simples...

Presenteou-o,
Ingrato,
Cruel,
Foste tu amado...

Apossou-se,
Invadiu,
Entro em meu peito...

Ocupou os espaços,
Encheu eles de luz e esperança a minha calejada vida...

E agora,
Simplesmente larga-me,
deixando-me aos pratos,
Sem ao menos um recanto ou refugio...
Lorrana
Enviado por Lorrana em 19/03/2006
Reeditado em 16/08/2007
Código do texto: T125268
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lorrana
Igarapava - São Paulo - Brasil, 24 anos
12 textos (616 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:41)
Lorrana