Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despedida

Letárgica demonstração
Teimosa convicção
Insistente vertente da dor
Desfigurada em apoio vazio
Sintas fome ou frio
Mas não acorde
Tristes ouvidos meus
Surdos sem molde

Desculpe-me sentir alto
Calo-me agora!
Cúmplice do que fizestes
Acenarei quando fores embora
Não critiques o hoje
Fostes há tempos atrás
Em versos calados
Sufocados, sem passado

Voe no céu que amas
Desvie das pedras que chamas
Mas não me procures ao chão
Terei ido embora então...
Romassenav
Enviado por Romassenav em 20/03/2006
Código do texto: T125954
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Romassenav
São Paulo - São Paulo - Brasil
26 textos (1747 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:53)
Romassenav