Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lembre-me de Sorrir

Voltei...
De onde não sei...
Estive pensando em silêncio...
Mágoa, tristeza, pó e poeira
Fiquei calada!

Por dias separando e relembrando fotos, ódio e agonia
Lavando a alma que me sufoca
Adquirindo forças para recomeçar

Brincando com o cachorro, conversando com minha mãe
Destruindo meu destino, construindo um pesadelo
Sentada ou deitada na cama
... Chorando... Gritando... Amando!

Aquele amor todo, trancado no congelador
Feri um coração e necessitei fugir
Nao lembro qual caminho escolhi

Viajei todas as noites e morri todas as manhãs
De volta ao passado reencontrei aquele olhar
Olhando para o futuro encontro-me com Deus
Agora escrevo o que sinto!!

O engraçado é que nao chorei
Secaram-me as lágrimas
Ah!... Isso depois de desilusão, confusão, mágoa e solidão

Roubei a paz de uma alma sensata
Busquei sorrisos... Encontrei portas trancadas
Não li nenhum livro... Desliguei o coraçao
Matei a ilusão... A idéia de que existia um destino

Sem tempo de pensar
Dias sem aquele meu sorriso
Horas sem aquela vontade
E toda a eternidade para perdoar

Fiz tudo sem viver
Só observando
Sem acreditar que poderia esquecer
Escutei uma música e me perdi...

Só foi aí que descobri que estava livre
Porque eu tinha meu tempo... Tinha meu amor
Só então libertei meu pensamento e recomecei a viver

Agora planejo minha vida
Desenho objetivos
Não repetirei erros
Sem antes ter aprendido

Ocupei meus últimos dias com planos
Liguei para o futuro... Agendei sonhos
Guardei velhas lembranças... Comprei uma nova
Vendi meu destino... Aluguei uma vida

Voltei...
Sinto muito... De onde não sei
Sei apenas para onde vou
Continuo em silêncio...
Romassenav
Enviado por Romassenav em 21/03/2006
Reeditado em 21/03/2006
Código do texto: T126262
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Romassenav
São Paulo - São Paulo - Brasil
26 textos (1747 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:29)
Romassenav