Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus Recanto

Concluístes que o fim chegou
Quem sou eu pra julgar?
Preso no olhar solitário
Escolhi em vão quem amar

Felicidade e sucesso
Sinto-me liberto
Escolha correta?
Esqueças o certo

Pronto a caminhar
Reforço o segundo laço
Ordenes o carinho merecido
Pois não resgatarei pedaços

Tantas faces, tantos olhos
Escolhestes por um dia
Provar as juras escritas
Despeço-me em agonia

Poucos dias, muitas lágrimas
Protejo o peito com escolta
Procurarei em gotas secas
Resgatar o choro de volta

Peço que sorrias até doer
Esqueças a dor que viverei
Mesmo que condene a escolha
Sempre apóio quem amei

Confirmo o fim das palavras
Livro-me da escrita que faz mal
Enquanto sofrer a perda
... Decreto este o poema final.
Romassenav
Enviado por Romassenav em 23/03/2006
Código do texto: T127296
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Romassenav
São Paulo - São Paulo - Brasil
26 textos (1747 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:46)
Romassenav