Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paixão Proibida

                Paixão Proibida


Não! Não tente se aproximar,
Não tente começar...
Por favor, me deixe aqui
Quieta, só, longe de ti...
Deixe-me, apesar da ânsia louca,
Do desejo de ter tua boca
Junto à minha em um beijo...
Apesar de querer teus braços
Em meus braços num abraço
Entre delírios, paixões e amassos...
Não! Nem mesmo assim...
Por favor, eu te peço:
Não se aproxime!
Por favor, não me anime
Com teu corpo sedutor,
Esta máquina de fazer amor,
Que me alucina e me faz penar...
Este delírio atordoante,
Este desejo sufocante
Que me mata aos poucos, de vagar...
Ah! Paixão que me enlouquece,
Quem dera se eu pudesse
Te entregar meu coração!
Ah! Paixão proibida,
Razão de ser da vida
Uma vida sem razão!
Sil Pires
Enviado por Sil Pires em 27/03/2006
Código do texto: T129150
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sil Pires
Duque de Caxias - Rio de Janeiro - Brasil
2 textos (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:41)
Sil Pires