Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRISÃO VOLUNTÁRIA

O tempo não espera por nós dois,
ele corre rápido demais para acompanhar,
aproveitemos o instante que não foi,
não para correr, mas, para caminhar.
Não percarmos o momento com brigas,
aproveitemos a linda primavera,
por mais linda que seja esta vida,
sempre encontramos nos caminhos quimeras.
Vamos hoje nos deitar numa praça aberta,
sentir o cheiro da natureza e olhar a lua,
vou ser sua de corpo e alma, completa
e te mostrar meu corpo toda nua.
Quero te sentir completamente meu,
e que sintas que sou completamente tua,
viver contigo como Julieta e Romeu,
e fazer juras do meu amor a luz da lua.
No dia seguinte quando o sol nascer,
a magia vai ter ido embora,
a realidade aparecer,
e então, todo sonho começará agora.
Iremos para nossa realidade,
eu no meu trabalho e você no seu,
e toda essa liberdade
será apenas uma prisão voluntária entre você e eu.
Albuq
Enviado por Albuq em 29/03/2006
Código do texto: T130703
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Albuq
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 37 anos
17 textos (2680 leituras)
1 e-livros (7438 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:53)
Albuq