Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHOS



Minha  casa   não  é  grande
Mas,  é  minha  casa!
Quarto,  sala,  cozinha   e  banho.
Num  átimo,  a  percorro  inteira.
Lá,  cabem   todos  os  meus  sonhos.

O jardim  foi  eu  quem  fez.
As flores,  escolhi-as   todas.
Não para lembrar  frustrados  amores,
Mas,  a  ti,  cada  qual  as  ofereço.

Rege-me a luz  benfazeja  do  Rei  Sol.
Os  astros,  alinham-se  por  nós.
Se tu,  Helena,  me  animas  e  exortas,
Que mal  baterá  à  minha  porta?

Sei,  por  certo,   não  a   terei  comigo;
Os  sonhos,  nem  sempre,  dão-se  as  mãos.
Porém, não  só  se  é  grande,  quem  não  houver  perdido,
Mas,  também,  quem  não  se  furtou  em  haver  tentado.

Pois  vale  tanto,  quem  lutou  na  guerra;
Quanto  quem  a  paz  negociou...
O  intrépido  general  que  disse:  avante!
E  o  malsinado  estratego  que  recuou.
José Fernandes
Enviado por José Fernandes em 18/04/2006
Código do texto: T141237
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Fernandes
Valença - Rio de Janeiro - Brasil
65 textos (4487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:01)