Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Migalha

Ainda que não pense mais em te dar meu coração,
Ainda que não queira mais me achar,
Ainda que não te olhe,
Ainda que não te sinta,
Ainda que não te beije,
Ainda que não te encontre,
E que não me liberte,
Ainda que seja impossível te reconquistar...
Ainda assim...
O poeta procura sempre o inatingível.
E eu, meteoro em explosão,
Procuro te alcançar e deteriora-me em seu tácito e cálido abraço.
Já estou aleatoriamente espalhada em você,
Um meteoro em tola expansão ...
E compreendo que não sonha o mesmo que eu.
Mas, Ainda que o sonho acabe, durmo...
Pra dilatar o meu desejo...
E fico serena, vendo o tempo passar
Achando que é possível ... o intolerável.
Ainda que eu não pense mais em te dar meu carinho,
Ainda que não queira mais pensar em você,
Ainda que não queira mais te amar...
A redundância toma conta do meu corpo e eu repito
Que são tolas as redundâncias irrelevantes
E digo prosaicamente que o amo!

Andreia Batista
Enviado por Andreia Batista em 03/05/2006
Código do texto: T149578
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andreia Batista
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
23 textos (535 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:52)
Andreia Batista