Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escorrega

Sentado numa pedra,
Observo e sinto
Esta linda cachoeira

Punhal natural, parece cristal;
Cravado na carne,
Corta e desce ao fundo

Da terra viva,
A pele do mundo,
Esta rara diva;
O rasgo profundo.

Quantas rochas,
Que a água,
Com a paciência corta?

Transbordando
Da paz no coração
E amando
Toda esta imensidão.


Poema composto ás margens da Cachoeira do Escorrega – Visconde de Mauá – RJ.
Duda Poeta
Enviado por Duda Poeta em 16/05/2006
Código do texto: T157336

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Duda Poeta
Santo André - São Paulo - Brasil
22 textos (1313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:35)
Duda Poeta