Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADE

O Amor quando vem
Não pergunta a ninguém
Vai chegando
Se instalando
E aprontando
Enorme confusão
Não pergunta
Quem é
Ao menos
Pergunta o nome
Vai se alojando
No fundo,
Bem no fundo!
Do coração.
Chega despretencioso
Como quem não quer nada
Rompendo as madrugadas
Varrendo o alvorecer
Soprando devagarinho
Lindas canções
Afagando meu coração
Da enorme dor
Dor da distância
De não poder ter
Ao meu lado
O autor da inspiração
A distântia judia
E maltrata
Mas o que me mata
É pensar em te perder.



 
PanTaneirabr
Enviado por PanTaneirabr em 21/05/2006
Reeditado em 30/01/2011
Código do texto: T160199

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria: PanTaneira www.pantanalbrasil.blogspot.com/) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
PanTaneirabr
Coxim - Mato Grosso do Sul - Brasil
7 textos (657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:04)
PanTaneirabr