Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


INSPIRAÇÃO, leitura

Quem dera fosse eu um gênio a realizar desejos
Espelhar vontades incertas na imensidão dos sonhos
Quem dera eu alimentasse os beijos com gosto de eternidade
Tornando luxo passageiro as dores da solidão.

Pudera eu tornar o acaso obra do trabalho
E o destino a provar a exatidão da regra.
Pudera trancar na memória um medo inesquecível
Sendo rigorosamente homem para chorar a minha dor.

Quem dera ser por ora menos sonhador
E trocar o tempo do verbo para o presente
E olhar o “eternamente” como rotina
Seguindo passo a passo a minha escolha.

Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 03/06/2006
Código do texto: T168966
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
730 textos (54083 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:48)
Jose Carlos Cavalcante