Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Tese


Existem provas, que condenam
Cada ser, em seu estado
Volúveis e imortais,
É pena de morte, aos apaixonados.

O amor me humilha e me confunde,
O amor esteve em mim o tempo inteiro
Antes que eu pudesse evitar,
Antes que eu pude...

E, sinto medo de perdê-lo
Antes mesmo de tê-lo,
Por saber que ele é tudo o que há,
No verbo ser, no verbo estar.

O amor me encanta e se difunde
O meu amor me assusta, me  agride,
Pois faz perguntas sem respostas
E quer estar perto, quando deve estar longe...

Ele condensa meu corpo morto e gélido
Ressuscita meus princípios,
Meus sentimentos , meus méritos
Revive em cada parte do corpo, da alma ao cérebro.

O amor me prende e me fascina
Por se resumir em palavras (complicadas)
Por ser música e poesia,
Com  estrofes, sem rimas ...

Por ser eterno, impróprio
Todo esse meu amor!
Esse meu amor pela vida...
Deibby Petzinger
Enviado por Deibby Petzinger em 14/06/2006
Código do texto: T175359
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deibby Petzinger
Canela - Rio Grande do Sul - Brasil, 31 anos
25 textos (1297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:10)
Deibby Petzinger