Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fogo que queima toco de madeira na fogueira

Ponho a olhar aquela fogueira,
e me imagino toco
e me faço madeira
cercada de inimigos,
porém firme.
 
Assim sou cercado de incertezas,
"mas... até quando ele suportará?"
Quem sabe se amanhã ou instante próximo?
(se não foi ontem que deitei a teus pés)

Sonhei com você,
em sonhos te abraço,
em sonhos somos felizes...
e fora deles te observo,
e fora deles sua presença se tornou essencial,
e seu sorriso,
e seu olhar...
(ah! se mirasse a mim seu olhar...
que me seria de mim?)

E logo você se vai...
e logo o frio de sua ausença,
E o toco se deixa cinza...
o coração se desfaz,
a fogueira de outro amor que me queima...
Poeta Morto
Enviado por Poeta Morto em 16/06/2006
Reeditado em 14/12/2006
Código do texto: T176913
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Morto
Sete Lagoas - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
32 textos (1579 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:37)
Poeta Morto