Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diante do amor

Diante dele, dizia o imortal poeta Dante:
"O amor me move: só por ele eu falo".

Pois comigo é diferente:
ora, o amor me paralisa;
sinto um nó na goela,
perco a fala,
a noção e o norte.

Ora, me enche de asas,
me regozija;
viajo entre estrelas,
de carona com a sorte.
Ajo feito um demente,

consoante as regras postas
e os costumes vigentes
e impostos pela habitual convenção.

Diante do amor, a mim me importa
o silêncio, a lava ardente
que inunda, derrete e rasa meu coração.
Cid Rodrigues Rubelita
Enviado por Cid Rodrigues Rubelita em 23/06/2006
Código do texto: T180864
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cid Rodrigues Rubelita
Curitiba - Paraná - Brasil
146 textos (4844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:51)
Cid Rodrigues Rubelita