Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Sonho, desde que lembro de mim
com um amor de alguém assim,
que simplesmente me olhe
que no fundo dos meus olhos me resgate

Alguém que me veja forte, mas que me deixe desvanecer
De alguém que me faça livre, mas que me mantenha sua
De alguém que me desvende a cada florescer
e a cada dia se encante com o mistério que em mim atua.

Alguém que me escute, mas que me faça escutar
Que mesmo sem saber dançar, me guie pela melodia da vida.
Alguém que leia minha poesia, e me indague das loucuras
Alguém que me aceite, mas que me refaça melhor ainda

De alguém que me acorde com os olhos em sorriso
Mas que se acolha em meu colo ao chorar
que seja transparente como água do mar
que caminhe ao meu lado ao longo do caminho.

Que me ache linda com os cabelos embaraçados
Simples, que seja livre, amante, amado
Que saiba ver a beleza das flores que admiro
Do cheiro da chuva, da terra, do vento.

Que envelheça ao meu olhar, dentro do meu coração
e passeie segurando minhas mãos
E que acolhido em meu ombro
eu sinta o perfume dos seus cabelos brancos.

Que entrelace seus dedos aos meus
que ainda admire a lua no céu
e nas estrelas ainda sinta a força do universo.
Que seja meu direito ainda que inverso.
LuRubia
Enviado por LuRubia em 06/07/2006
Reeditado em 28/05/2010
Código do texto: T188491
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuRubia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
229 textos (8236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:17)
LuRubia