Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Funéreo amor tão funéreo...

Nos ventos alísios deste sonho,
wscuto sua voz, recita um verso,
sonido que alvo, marca compasso,
do tempo da noite deste mundo...

M’encantas seu toque plasmático,
e o beijo que beijas tan mágico,
o terço que rezas tan trágico,
eu peço me assombre de novo,
eu imploro, um sonho p’ra mim!

Funéreo, meu amor tão macabro,
doente razão cerebral...
Ao pranto anormal eu me abro,
desejo revela tão mal...

Funérea paixão tão funérea,
rasgo-me sem dó cada artéria,
o medo logrou-me no escuro,
roubou-me d’alguém qu’eu procuro!
Shadowcraft
Enviado por Shadowcraft em 11/07/2006
Código do texto: T191787
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Shadowcraft
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 27 anos
9 textos (383 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:53)