Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jogo-me escada abaixo ou te escrevo estes versos

Amor que eu empurrei
Magoei
E deixei na rua , no chão
Em pleno sábado à tarde.
Mas que ainda me arde...
Saudade!

Amor que eu quis
Que me quis
Amor que nunca me entendeu
E eu só queira atenção
Ser surpreendida
Quem sabe beijada à força
Contra a parede
Jogada para o alto
Um brinquedo
Ser tratada como criança
Com jeito e carinho
Uma jóia rara
Loucamente amada

O ciúme que você demonstrou
Foi pouco
Esperava mais. Queria-te louco
Quando te machucava de propósito
Queria olhos nos olhos
Que me apertasse os braços
com força
Empurrasse-me para o teu corpo
Beijasse-me com fogo
E dissesse que me amava
Queria ali mesmo cair pelo chão
Rolar. Fazer amor e rir de tudo
Do mundo lá fora
E dormir nos teus braços
Num laço, num nó de nós dois

Agora eu sei:
Não serei feliz sem você
Sem teu abraço
Teu beijo quente
Mas o que faço neste momento? Reviro-me pelo avesso, risco minha pele, vou lá fora e me jogo escada abaixo?
Ralo-me toda, só pra sentir dor, ou te escrevo estes versos num grito alto:

SOS me resgate

Joelma di Ferrarezi
Enviado por Joelma di Ferrarezi em 18/07/2006
Reeditado em 18/07/2006
Código do texto: T196475
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joelma di Ferrarezi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
10 textos (759 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:17)
Joelma di Ferrarezi