Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Confissão

Como posso não ter inspiração ?!
Basta rever teu olhar que brilha
Sorver teu riso largo, contagiante
Saber-te presente em minha vida
Para que a alegria, em pé, aplauda
O amor elevado às alturas.

Brinco com as palavras para que tentem atingir o significado
Ah, se Van Gogh vivo estivesse...
Captaria esta luz sem igual
Pincelaria freneticamente cada detalhe do teu ser
Compondo um emocionado quadro em tons violetas e amarelos.

Rendo-me a cada dia
a esta extasiante certeza
de que transcende à compreensão, à vida, ao Universo
O amor louco e sensato
A paz intranqüila
A suavidade rubra
Liberdade plena por puramente assim sentir.

Ainda que a memória me traia
que a tempestade venha
o pó se faça
a alma transmigre...
Ei de amar-te para todo o sempre !
Beth Muniz
Enviado por Beth Muniz em 18/07/2006
Código do texto: T196933

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Este texto pode ser reproduzido e enviado, desde que o nome do autor seja citado.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Beth Muniz
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil, 55 anos
20 textos (1764 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:13)
Beth Muniz