Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MORTE DO PALHAÇO

a vida na corda bamba
só importa rir e se divertir
é show, a platéia se encanta
no picadeiro ele vive feliz

a alegrar festas é convidado
sua ilusão, da vida é cenário
que importa se está adoentado?
ele mesmo não se leva a sério

uma pequena de olhos profundos
vê escondida no riso sua dor
diz ao palhaço: há cura em meu mundo
e numa cambalhota ele grita: eu sou ator!

a platéia crescida abandona
o velho palhaço doente
e a saudade que agora é sua dona
nem sabe o nome daquela gente

o tempo passou e não tem volta
suas piruetas, hoje o fazem chorar
quanto se foi e nem se deu conta
não há mais tempo de recomeçar

e morre o palhaço, doente
sozinho e ainda pintado
a última lembrança em sua mente:
profundos olhos , marejados...
Mel Pensamentos
Enviado por Mel Pensamentos em 19/07/2006
Reeditado em 28/12/2008
Código do texto: T197245

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Márcia Freitas e o site http://melpensamentos.blogspot.com/ ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel Pensamentos
Santo André - São Paulo - Brasil, 46 anos
30 textos (996 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:13)
Mel Pensamentos