Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não te contentas

- não te contentas enfim este pranto
Que o meu pranto recorda em mais dor?
-não te contentas enfim com este beijo
Que ‘inda mais desejo, seja ele qual for?

- não te contentas, doces vidas
Tantas guaridas... penitenciei por ti!
-não te recordas, não te contentas
Tais desavenças que tanto sofri?

- e ainda olhas com olhos de pejo
Este desejo que não mais conhecias
É que te digo em mil vocábulos
Doces afagos de ti se vinha

-não te contentas desse meu gosto
Tanto desgosto! Choro por ti!
E tu não entendes que por este lado
Sofro também amargo porque de amor morri!
dhália
Enviado por dhália em 24/07/2006
Código do texto: T200971
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:11)
dhália