Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na companhia da saudade...

Se acaso te encontrares com a saudade
Peça meu telefone, pois ela sabe bem onde me encontrar.
Se acaso sentires vontade de chorar, também pode chamá-la, pois ela aliviará teus anseios e acolherá tua dor.
A saudade já é íntima da minha pessoa e companheira da minha dor.
Grande amiga nas madrugadas frias e silenciosas, onde o grito sai abafado e doído.
Nela deposito toda a minha confiança, ao me desabafar sobre meu amor por ti.
Sinto na saudade, o alívio que sempre vem acompanhado da lágrima, quando me desespero.
Se acaso o medo te fizer tremer as bases, chame a saudade, pois a grande vilã das histórias de amor pode ser a única companhia nos dias de solidão.
No despertar da saudade, vem aquele desejo incontrolável de se estar com quem se ama, mas a distância muita das vezes nos coloca em profundo desespero.
Mas não se preocupe, pois ela é amiga.
Te faz chorar, te destrói por dentro e não fere o corpo,
Apenas faz das feridas, algo inesquecível.
Seu coração sangra, sua alma dói, mas quando tudo isso passar,
Terá sido como um sonho que passou e no fundo,
Você terá saudade daqueles momentos que chorou e sofreu
Mas que agora, respira aliviado a dor do amor que se curou.
Então não tenha medo da saudade.
Quando sentir vontade de chorar, chore,
E deixe a saudade te consolar, pois a vilã das histórias de amor,
Será a solução futura de seu sofrimento.
Mas se acaso preferir, me chame...
Que eu estarei de braços abertos para te tirar da saudade.

Paulo Junior Massi
Enviado por Paulo Junior Massi em 31/07/2006
Código do texto: T206131
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Junior Massi
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
20 textos (1009 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:41)
Paulo Junior Massi