Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alma Ancorada!

Ela ficou sentada olhando sua partida
Lágrimas de saudades já invadem o peito
Ele disse que voltaria
O tempo escureu, caiu à chuva e a noite chegou
Seu corpo ia para qualquer lugar
Sua alma estava ancorada!
Os dias passaram, os meses corriam
E os anos chegaram
Seu sonho de amor não acabou
As pessoas a chamavam de louca
Sua alma estava ancorada!
O sol brilhou diversas vezes,
As estrelas caíram
E sua alma continuava inerte
Os cabelos ficaram esbranquiçados
Nunca houve um sorriso
Seus sonhos só seu espírito conhecia
Sua alma cansou e murchou
Fechou os olhos e ao acordar
Ele estava a sua espera com a alma ancorada
Do outro lado
Suas almas levantaram-se
E juntos trilharam uma nova direção!
Poetisa de Gaia
Enviado por Poetisa de Gaia em 03/08/2006
Código do texto: T208005

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poetisa de Gaia
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (40115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:15)
Poetisa de Gaia