Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


" Esperei tanto, amor "



É cedo, à noite nem iniciou,
tenho tanto pra dizer...
Fique um pouco mais, sim,
esse instante é mágico,
custou tanto a chegar...
Tive medo que não acontecesse,
já paguei por tantas esperas
e não me arrependo
Você veio, tinha de ser,
chegou do inesperado,
não houve encontro marcado...
Mas foi a maior fidelidade em momento,
sem marcar, sem buscar...
E agora você dizendo:
só vim porque não podia ficar
em uma eterna espera sem vida

A noite está findando, e agora,
inicia a madrugada de ternura
Você que chegou pra ir logo,
está assim, assim como estou...
Quer ficar, ficar pra viver amor,
carinho com identificação
não programada por nós dois,
mas que já existia nos primórdios
que gerou nossos destinos
E agora amor, ir pra onde?
Eu quero ficar aqui,
neste aqui de ir onde você for...
Dá-me tuas mãos, que em indo,
estaremos em nosso destino,
em nosso caminho de amor



evaldodaveiga@yahoo.com.br
Evaldo da Veiga












Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 04/08/2006
Reeditado em 09/02/2012
Código do texto: T209299

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:17)
Evaldo da Veiga