Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como é difícil dizer adeus

Não posso dizer que foi com um olhar que te perdi
Nem com um gesto de adeus
Foi com uma escolha tola que fiz,
que só agora entendo, podia evitar.

Um dia, assim, quando meu coração se apertou,
saudades suas eu senti,
Lembrei das nossas aventuras de amor, do quanto fui feliz,
E um anjo ao meu ouvido cochichou:

"Agora, para sempre, esse amor,
se perderá no tempo, na dor.
Um orgulho ferido, e uma alma mal compreendida
selaram essa desunião."

Não posso contar como palpitou meu coração,
Juro por Deus, não te esqueci,
mas num momento de tormento,
sua voz eu procurei em vão.

Existe, enfim, a frase "tarde demais"
Foi com um simples desentendimento,
que pude ouvir do seu coração,
que sei, ainda me ama:

"Agora, acabou."
E eu, só podia dizer:
"Eu sei, um anjo me contou."

Quando você sofre eu sei,
quando choras, eu sinto
e quando pensa em mim,
os ventos me revelam em segredo.

Sei que ainda me ama,
mas odeia e quer se vingar,
sei o quando se engana
e sei que vai voltar a me amar...

Como posso viver assim, então?
Tão longe do seu coração e te fazer feliz?
Por enquanto, fica esse terno adeus,
como é difícil saber, que chegou ao fim.
Jule Santos
Enviado por Jule Santos em 08/08/2006
Código do texto: T212267
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jule Santos
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 29 anos
234 textos (13250 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:08)
Jule Santos