Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escrito e assinado

Não, meu amigo,
Não procuro inspiração nos teus olhos
Prefiro expressar a minha dor
E hoje me deste uma vontade imensa de escrever
Mas tudo ficou na cabeça, escrito e assinado
Eu bem que tentei mas...
Mas não quero me expor tão despojado
Pensei evidentemente num desabafo
Passar a limpo nossa conversa
O que me marcou
Que "amar não é apenas alimentar"
Que o "amor tem que ser educado"
"Acredita, eu sei"
"Saber é ter consciência"
Mas é nesse momento que eu paro
E concluo, concluo que...esqueci.
E aí me dizes: "Vá! vá!
vá amar quem lhe ama!
Não, não meu amigo
Não vou expôr minha fraqueza
tal como a expus a ti
Não me quero sujeitar a vozes amigas,
Vozes de razão.
Que me assustam quando me pedem,
Que me dobram quando me ferem,
Que me fazem esconder os olhos
e correr á pressa para um lugar bem escuro.
"Saber é ter consciência"
Sim, me lembro
E eu sei, agora lembrei
Sei que saber é distingir o errado do correcto
Que consciência é seguir em linha um caminho certo
Mas eu, meu amigo,
Só conheço este caminho
por ser o mais perto, o mais escondido.
Aquele que me evita de percorrer a felicidade
Segundo a tua noção "consciente" de verdade
É meu amigo...
Bem que tentei seguir o teu recado
Mas tudo fico na cabeça, escrito e assinado.
TrabisDeMentia
Enviado por TrabisDeMentia em 16/08/2006
Código do texto: T217964
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
TrabisDeMentia
Portugal, 39 anos
54 textos (2527 leituras)
3 áudios (469 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:31)
TrabisDeMentia