Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta de alforria para o meu amor

Liberto você das grades dos meus sentimentos
Não que você não estivesse livre antes
É que está ainda mais neste momento
Eu te amo, mas o que importa?
Meu sentimento é forte como minha juventude!
Mas é tão inexperiente, contrário a tua virtude.

És moça bonita, de poucas vinte e seis primaveras
Que não deve nunca chorar por mim
Conseqüência do por mim, amar?
Sigas moça com tuas asas
Hás de encontrar para aportar-te
Alguém melhor, que te ame na prática

Palavras são somente palavras, como disseste
Meu amor é puro, veja bem! Meu amor é bom
Meu amor é bonito, mas é contraditório
Pois não é palpável
Eu contigo morro e vivo
Gosto muito de ti, gosto, mas há reciprocidade?

Se há mesmo amor real de tua parte, não te culpes
Talvez eu, somente eu, tenha forçado um amor inexistente
Da minha parte, muito amo
Se me amas mesmo... Deixa-me, se isto a fizer bem
Pois se estiveres feliz
Com muita certeza, estarei também.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 20/08/2006
Código do texto: T221063

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:29)
Andrié Silva