Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passeia em Meu Corpo

Não seja para mim
O último pôr-do-sol
Ou a chuva brava
Que, insensível, passa
Deixando a minha tarde
Vazia...

Prefiro sua invisível
E confortável companhia
- Sabendo que um sentimento
Ainda existe -
À ilusão insalubre
De aceitar o mundo
Como ele é.

Passeia outra vez
Em meu corpo,
Nascer-do-Sol!

Serei seu céu
De norte a sul
De leste a oeste
Azul, azul!
Não por um dia
(que é pouco)
Mas para sempre
Enquanto eternidade
Houver
Caco Nemer
Enviado por Caco Nemer em 05/06/2005
Reeditado em 05/06/2005
Código do texto: T22275
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caco Nemer
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
69 textos (5020 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:18)