Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não sem asas

Não sem asas
Nem sem brasas
Vieste como vem
Quem pede perdão
Senti na tua voz
Mudas palavras
Vindo em silêncio
Calar-me a razão
E aos teus olhos?
Se despiu a lucidez
E tremeu em porquês
O mais firme "não"
E no céu dos teus lábios
No crepitar dessas brasas
O meu "mas" sem asas
Encontrou a extinção
TrabisDeMentia
Enviado por TrabisDeMentia em 23/08/2006
Código do texto: T223687
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
TrabisDeMentia
Portugal, 39 anos
54 textos (2527 leituras)
3 áudios (469 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:03)
TrabisDeMentia