Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELEGIA





ELEGIA


ARDENTE, DILACERANTE
COMO QUEIMA ESTA SAUDADE!
QUAL UM FERRO PENETRANTE,
FERE MUITO, É CRUELDADE.

ESSE AMOR TÃO CONFLITANTE
FEZ FADIGA NA AMIZADE;
POSTO QUE ALUCINANTE,
AMOU EM VERACIDADE.

EIS QUE SURGE A SOLIDÃO
E O MEU CORAÇÃO PADECE,
DESEJANDO ESTA PAIXÃO,
MAIS QUE O CHEIRO A FLOR MERECE.

LONGE AMOR, LONGE ESPIÃO
QUE NA DERROTA ENTRISTECE,
POIS AMANHÃ, POR QUE NÃO?
QUANDO AMAR O AMOR CARECE


LEUDÊNIO LUNA
1998
LEUDÊNIO LUNA
Enviado por LEUDÊNIO LUNA em 25/08/2006
Código do texto: T224944
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LEUDÊNIO LUNA
Recife - Pernambuco - Brasil
9 textos (576 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:48)