Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Talvez um Amor Eterno

Ao sair de lá, é o que eu era:
A espada obstinada,
Os mares, em todo o seu exílio,
A lua dourada, e os jardins infinitos dos desejos,
O ouro do enterro da memória,
E na máscara, o incenso de jasmim.
E nada disso importa.
O suplicio renunciado do verso,
Conserva nem águas de sonhos,
E Nem a estrela, a você,
Que naquela noite devastava o alvorecer esquecendo-se,
De tudo, até mesmo de respirar.
Um único suspiro era tempo demais,
Para agüentar aquele amor,
E uma única mulher ao seu cuidado, ao seu zelo,
Mas isso foi ela algum dia, por ai.
MERCUTIO
Enviado por MERCUTIO em 26/08/2006
Código do texto: T225906

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MERCUTIO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
54 textos (6621 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:22)
MERCUTIO